Big data, machine learning e inteligência artificial já chegaram na agricultura

//Big data, machine learning e inteligência artificial já chegaram na agricultura

Big data, machine learning e inteligência artificial já chegaram na agricultura

Outro dia comentei sobre a transformação digital que já está acontecendo na agricultura. Tecnologias e termos como big data, inteligência artificial e machine learning (aprendizado de máquina) estão mais perto das pessoas e do campo como nunca. Se quando falamos em inteligência artificial você logo pensa em filmes de robôs que estão dominando o mundo, é melhor mudar de ideia.

Não há motivo para ter receio em utilizar essas tecnologias ao seu favor, elas estão em constante evolução, em termos técnicos e de segurança, e têm muito menos chance de ocorrer erros ao comparar com uma execução, atividade ou cálculo humano.

Mas antes de sair procurando por essas novidades para o seu dia a dia, é importante conhecer os termos e algumas de suas aplicações.

O que é inteligência artificial?

A Inteligência Artificial (IA) é um campo de estudo da ciência da computação muito grande e com inúmeras aplicações. O objetivo é construir dispositivos e programas que simulem a capacidade humana de raciocinar, tomar decisões e resolver problemas.

A IA não é algo novo, os primeiros estudos começaram lá no início da década de 40. Mas, está muito alta agora por conta da evolução dos próprios computadores e da sua capacidade de processamento.

O que é machine learning (aprendizado de máquina)?

É um método de análise de dados, utilizando algoritmos que aprendem ao interagir com um grande volume de dados, com capacidade de fazer generalizações obtidas a partir de premissas mais particulares. A máquina pode encontrar insights e fazer predições sem serem programadas para procurar algo em específico.

Um exemplo do dia a dia é o reconhecimento de imagem, quando a máquina diz automaticamente quem são as pessoas da sua foto a partir de inúmeras outras que você guardou e identificou uma vez. Ou ainda, sabe quando o Google pede para confirmar que você é um ser humano e te faz identificar o que são árvores? Então, na verdade, você está ajudando a treinar os algoritmos dele.

E o big data?

A definição é bem simples na verdade. É um grande conjunto de dados, com anos e anos do histórico de milhares de usuários sobre alguma coisa. Parece meio amplo (e é), mas o grande ponto do big data é o processamento e estudo desses dados, onde entra o machine learning.

Imagina o conjunto de informações de anos de plantações de milhares de produtores espalhados pelo Brasil. Quais tipos de insights e melhoramentos será que não conseguiríamos a partir disso?

E o que esses termos têm a ver com agricultura?

Tudo! O campo, a sua lavoura e todas as suas culturas geram dados. Informações que podem ser utilizadas por você para otimizar e melhorar cada vez mais. É identificar as melhores áreas para cada talhão, regiões que costumam ter deficiência de nutrientes e qual a área mais produtiva do terreno, para falar alguns exemplos.

A máquina pode fazer desde tarefas simples que vão economizar seu tempo, como contar mudas e calcular plantas por metro quadrado, até situações mais complexas como identificar uma praga na lavoura, determinar a área total que atinge e até dar sugestões de como eliminá-la.

Isso tudo que eu falei já é adotado por produtores de outros países, como nos EUA, e até temos alguns exemplos brasileiros. A tecnologia não vai substituir a experiência e a inteligência do produtor rural para a tomada de decisão, ela vai dar todo o suporte de dados e análises para que a decisão seja mais assertiva e que traga o melhor resultado possível.

Fonte: https://www.linkedin.com/pulse/big-data-machine-learning-e-intelig%C3%AAncia-artificial-j%C3%A1-favilla

Compartilhar
2019-05-28T15:50:46+00:00 28 maio, 2019|

Comentários

Deixar Um Comentário

Verificação de segurança *